MPF recorre de sentença e quer pena maior para Lula

    0
    38

    O Ministério Público Federal (MPF) apresentou nesta segunda-feira um recurso contra a sentença do juiz Sérgio Moro que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a nove anos e seis meses de prisão no caso do triplex no Guarujá.

    O órgão pede aumento da pena aos reús do processo e também a condenação de Lula, do ex-presidente da construtora OAS Léo Pinheiro e de Paulo Okamato, presidente do Instituto Lula, por armazenamento de pertences recebidos pelo petista quando era chefe de Estado. Moro absolveu os três por falta de provas neste caso.

    Lula foi acusado pela Operação Lava Jato de receber propina da OAS, que tinha contratos com a Petrobras. De acordo com a acusação, o antecessor de Dilma Rousseff teria recebido benefícios como um apartamento triplex no balneário do Guarujá, no litoral de São Paulo.

    Além disso, a reforma do local teria sido paga com dinheiro de propina. Na ação, o petista foi considerado culpado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A defesa nega as acusações e recorreu da decisão em segunda instância. Na avaliação dos advogados, Moro teve atuação política na sentença.

    O recurso do MPF será analisado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), a quem cabe, em segunda instância, revisar as decisões de Moro na operação Lava Jato.


    Fonte BAND UOL

    SEM COMENTÁRIOS