Murray “rouba” caneta, e garotinho invade quadra: “Queria ela de volta”

0
266

Andy Murray foi impiedoso e passou por cima de Juan Monaco, avançando às oitavas de final da Olimpíada. Mas não conseguiu fugir da marcação do pequeno João Victor Fornaziero Bispo Prado, de apenas nove anos. Fã de tênis, o menino deixou Sorocaba ao lado dos pais e avós para acompanhar o torneio olímpico no Rio de Janeiro e roubou a cena na manhã desta terça-feira no Centro Olímpico. Com um caderninho estilizado trazido de casa, com a foto e informações de cada tenista, ele vê tudo de perto e pega o autógrafo de todos ao fim das partidas. Murray, contudo, “roubou” a sua caneta após assinar em seu caderninho, e o Joãozinho não pensou duas vezes. Invadiu a quadra central, deu um drible nos seguranças e foi até o britânico. Só que não para tietar: “Ele roubou a minha caneta. Como ia fazer para pegar os outros autógrafos?”.

– Eu não pensei duas vezes em invadir a quadra. Eu precisava pegar pegar a minha caneta de volta, se não, como eu iria pegar o autógrafo dos outros tenistas? Eu só cheguei perto dele, ele se assustou e eu falei com ele: “My pen (minha caneta)”. Ele então me devolveu, eu levei uma bronca do segurança, mas voltei para a arquibancada. Eu não podia deixar ele levar a minha caneta. Como ia fazer depois – disse o sorridente João Victor.

O pequeno menino do interior de São Paulo tem autógrafos de Novak Djokovic, que já deixou os Jogos, do japonês Nishikori e de outros. Nesta terça-feira, veio até a quadra central para colocar mais uma “figurinha” no seu álbum. Ao fim da partida, Murray se aproximou da “fila do gargarejo” que se forma na arquibancada mais próxima da quadra, e João foi até ele. Só que Murray, após dar o autógrafo para ele, não devolveu a caneta. Seguiu assinando para outras pessoas e deu as costas, atravessando para o outro lado com sua caneta em mãos.

Andy Murray atende fãs tênis Olimpíada Rio de Janeiro (Foto: AP Photo / Charles Krupa)Andy Murray dá autógrafos já com a caneta de João, que aparece preocupado na foto (Foto: AP Photo / Charles Krupa)

O garoto então invadiu a quadra, saiu correndo em sua direção e deu um cutucão, que segundo ele, assustou o britânico. Mas, ao invés de um abraço e de mais tietagem, ele só queria a caneta de volta. Na zona mista, Murray também mostrou surpresa com a situação e confirmou que foi surpreendido com a presença do pequeno “invasor”.

– Ele só queria a caneta dele de volta. Ele veio me pedir e eu devolvi, só isso – disse o descontraído Andy Murray, sem se incomodar com a invasão da quadra.

01

caderninho olímpico

João Victor está praticamente todos os dias no Centro Olímpico de Tênis. Ao lado do pai e da mãe, fez um caderno especial para a Olimpíada. Ele pegou a foto do perfil dos tenistas no site oficial da ATP e encadernou. Em cada folha, claro, deixou um espaço para os autógrafos. Curioso, o menino perguntou se apareceria na TV, e da timidez, passou a falar bastante, perguntando até se o Guga estaria na arena.

João Victor invadiu a quadra de tênis para tietar Andy Murray e pegar caneta de autógrafo (Foto: Thierry Gozzer)João Victor invadiu a quadra de tênis para tietar Andy Murray e pegar caneta de autógrafo (Foto: Thierry Gozzer)

– Esse caderninho nós fizemos em Sorocaba. Meu pai fez, me ajudou, e trouxemos. Aqui tem cada tenista e nós pegamos os autógrafos de cada um para eu guardar depois. Também fizemos uma camisa personalizada para a Olimpíada. Eu quero ver o Guga, ele está por aí? Está com vocês? Ele está na cabine? – brincou João.

+ Veja o quadro de medalhas atualizado
+ O DNA Time Brasil
+ Confira aqui todos os Especiais Olímpicos do GloboEsporte.com
+ Confira a agenda completa da Rio 2016
+ Tudo sobre a Olimpíada em Tempo Real
+ Confira todos os resultados da Rio 2016! Clique e escolha a modalidade

Depois do autógrafo de Murray, Joãozinho seguiu no Centro Olímpico de Tênis, na primeira fileira, bem no centro da quadra. Ele assistiu Rafael Nadal contra o italiano Andreas Seppi, e claro, pegou mais dois autógrafos para o seu caderno olímpico, que certamente daqui alguns anos terá valor inestimável em sua vida.

Fonte G1

SEM COMENTÁRIOS